Romances para refletir! Filmes.

Sabe aquelas histórias românticas meio dramáticas que nos deixam emotivas(os)? Pois é, o assunto de hoje é esse mesmo! Quando um filme desse tipo é bom, a gente não esquece. Eu separei os meus preferidos, 10 filmes e 5 livros. Hoje vou falar dos filmes e amanhã dos livros, ok? Olha só minha seleção:

filmes

1 Um Dia: Esse filme é de 2011, na época fui assistir no cinema. É super bonito e bem real…os personagens são cheios de defeitos, nada de mocinho e mocinha perfeitos! As mais emotivas podem chorar, viu? Ah, os personagens se conhecem desde a faculdade e a vida deles vai passando no filme…empregos, realizações, vida amorosa e tudo isso. Fala um pouco sobre insatisfação, se perder na vida, ter coragem e claro, amor! O filme é adaptação do livro de mesmo nome.

2 Orgulho e Preconceito: Clássico da Jane Austen. Esse também coloquei nos livros, mas gosto muito dessa adaptação em filme de 2005, vale muito a pena assistir. As paisagens e trilha sonora são lindas. O nome já dá uma ideia, mas basicamente é uma história que se passa na Inglaterra vitoriana onde Elizabeth é a personagem principal da trama. Filha de uma família simples e cheia de irmãs (com maior pressão para casar, principalmente pela mãe), Elizabeth se destaca por ter uma personalidade forte e teimosa, com suas próprias opiniões. No meio de confusões entre festas e pretendentes (dela e das irmãs), ela julga mal o mocinho Sr. Darcy e Sr, Bingley (pretendente da irmã mais velha). Enfim, é complexo de explicar, então pra quem não assistiu, assista!

3 500 Dias com Ela: Filme de 2009. Cheio de vai e vem, a história é contato em pedaços. O personagem principal aqui é o homem, o Tom. Cheio de cenas românticas e “bonitinhas”. Mostra o relacionamento dos dois (Tom e Summer) do começo ao fim, assim como as várias fases do sentimento do Tom. Ando com uma vontadezinha de rever esse filme!

4 O Amante: O filme é de 1992 e é inspirado em um livro de autobiografia de Marguerite Duras. Ela é francesa mas mora com a família no Vietnã, isso quando tinha por volta de 15 anos. A história se passa pelos anos 20~30.  A garota tinha um espirito um pouco inquieto, não gostava de seguir padrões, mas não de uma forma rebelde. É como se ela quisesse ser independente e provar isso para si mesmo. Ela se envolve com uma homem bem mais velho, chinês e rico, e daí por diante a trama se desenvolve. Tudo parece começar mais por curiosidade e “rebeldia contida” do que por paixão ou interesse. O clima do filme é bem diferente.

5 Para Sempre: Esse filme é de 2012, inspirado em fatos reais! É um filme gostosinho, mas envolve perda de memória e reconquista. Em certas partes da raiva, mas passa. Eu adoro os dois atores do casal, a Rachel McAdams e o Channing Tatum.

6 P.S. Eu te Amo: Esse filme é de 2007 e trata sobre perda, sofrimento e amor. As paisagens são uma consideração a parte, vale muito a pena assistir!

7 Grandes Esperanças: Filme de 1998. Lindo. É uma releitura do livro de mesmo nome, de Charles Dickens. O personagem principal aqui também é homem, o Fin. A avó de Estella (mocinha) tem trauma de homens devido ao seu passado e educa a neta a ser sedutora e fria,  brincando com os sentimentos do Fin.  A minha cena preferida é deles crianças no bebedouro. As músicas são perfeitas.

8 Te Amarei para Sempre: Esse é de 2009. Também é com a Rachel McAdams e também é uma adaptação de livro! Aborda viagem no tempo, e claro, o romance do casal. Muito bom!

9 Um Amor para Recordar: De 2002. Eu lembro que na época que esse filme lançou, todas as meninas do colégio não falavam de outra coisa. Realmente é super romântico e dramático. Trata sobre Jamie, uma garota tímida e meio “nerd”, excluída na escola, que aos poucos acaba se envolvendo com Landon, o garoto popular. No fim os dois aprendem muito um com o outro.

10 Cartas para Julieta: De 2010. Outro filme cheio de paisagens lindas! Sophie, a personagem principal, acaba ajudando umas voluntárias de um grupo que respondem cartas feitas para Julieta. Aquela do Shakespeare mesmo. Ela acaba respondendo uma carta de mais de 40 anos, e a partir daí ela se encontra com Claire, a senhora que escreveu para Julieta. Ela acaba ajudando Claire a reencontrar um amor antigo e nesse meio tempo ela repensa o próprio relacionamento. O neto de Claire acompanha toda a saga e tem seu papel nesse “repensar” da moça.

Enfim, quais são os favoritos de vocês?

Fernanda

Anúncios

4 opiniões sobre “Romances para refletir! Filmes.

  1. “Grandes Esperanças” é o meu predileto, sem sombra de dúvidas. Minha história predileta do Dickens, e a versão adaptada

    “500 dias com ela” também gosto pra caramba. Smiths dá um clima muito bom pro filme, e gosto bastante do andamento da história.

    Já “Orgulho e Preconceito”, tô lendo e preferindo o livro. No filme fica muito corrido, senti falta do subtexto dos personagens.
    Mas a cena do Mr. Darcy se confessando é ótima no filme mesmo.

    Os outros dessa lista eu ainda não assisti! Vou tentar assistir quando tiver tempo!

    Eu incluiria “Casablanca”, é incrível, os diálogos são ótimos. “Sempre teremos Paris.” Uma das melhores despedidas românticas do cinema.

    “E o vento levou” também é muito bom (e comprido). Adoro a Scarlet e o Reth. 2 canalhas que se merecem, uma história ótima…

    Aguardando o post dos 10 livros!

    • Verdade, mesmo! Ah, mas quase toda adaptação de livro pro cinema fica corrido mesmo, meio difícil superar as expectativas! Eu tenho a impressão que as únicas adaptações que eu gosto mais que os livros são as que eu assisti antes de ler (como Senhor dos Anéis). Mas o filme tem cenas bem legais mesmo, o clima e paisagens também. Sabe que eu nunca assisti Casablanca e O vento levou? Preciso assistir! Pior que são super clássicos…me lembra a época que todo mundo já tinha visto Matrix e a sequencia e eu ainda não tinha assistido! Fiz tudo errado e fui lá e assisti primeiro o terceiro filme, que era uma droga, haha (hoje já assisti o primeiro tb).

  2. Já assisti quase todos! Com exceção de “P.S. Eu te Amo” (que morro de medo de assistir por causa do drama que a Marina fazia do filme! haha, não quero ficar deprimida!), “Grandes Esperanças” e “O Amante”. “Grandes Esperanças” eu assisti a outra versão, acho que é de 2012, com o Ralph Fines e Helena Bonha Carter. Achei ótimo, talvez você goste também! Ah, e Orgulho e Preconceito é da Jane Austen – Jane Eyre é um livro, da Charlotte Brontë (que tem um filme, muito bom por sinal!). (:

    • OMG, eu sei disso! Não sei que praga que eu tenho de confudir certos nomes como Jane Austen e Jane Eyre e Roger Waters e Richard Rogers. Obrigada, Thay, vou arrumar já! Essa nova versão de Grandes Esperanças ainda não vi, mas já ouvi falar…vou procurar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s